22/07/08

Brinquedo...


Quero te amar
Sem medo
Quero ser
Teu brinquedo

4 comentários:

Kalafate disse...

Sente-me!

Quero que me sintas sem que eu te toque... as palavras em silêncio desassossegaram-me.”

Quase nem tinha reparado quando entraste, de forma tão subtil que só agora me apercebia que trazias contigo a minha música preferida..

Sorri ao teu olhar e admirei o negro em contraste com o alvo da tua pele..

Deixei-me preguiçosamente escorregar na cadeira ao som das palavras que me colocavam brasas nas mãos suadas.. Mais adivinhadas do que ditas provocavam-me um saboroso formigueiro no ouvido, que se estendia a todo o corpo..

A música enrolava-se na promessa que me trazias e pequenos sopros de um vento tardio de Primavera eram como quentes beijos que suavemente me prometias..

Percebi, então o que querias dizer...nunca tinha tido o teu tacto, intenso imaginava, apesar de não o estares a usar.. Adivinhava o toque que se desenhava na tua pele, o arrastar da língua nas veias do teu pescoço, as palavras que me colavas ao ouvido ao som da música, o aroma embriagante que me enlouquecia.. Pequenas gotas de suor ardiam-me na testa..

Olhei-te guloso e vi o teu corpo mover-se ao ritmo da música.. as peças de roupa caíam lenta e suavemente no chão fresco...aquele sensual bailado desenhava formas que não imaginava existirem..

Mil e um dedos inexistentes percorriam-te o traçado do corpo elevando a excitação a um grau para além do suportável...

...a música aumentou de ritmo e aproximaste-te como uma onda rebelde que me envolveu num remoinho de emoções..

..Encontramo-nos como uma dança primitiva que os nossos corpos nunca esqueceriam!

Skin on Skin disse...

Venhas lá de onde vier,
mas me exponha essa mulher,
que atiça tua libido,
de um jeito enfurecido,
quando me escreves frases,
que de ardentes são capazes,
de deixar-me em convulsão,
dominada pela tesão,
num querer tão desvairado,
no corpo descontrolado,
pelo desejo arraigado......

Beijo*

Kalafate disse...

Como anseio
Abraçar tão longo corpo
Cheirar teu cabelo
Sentir tão apelativo seio

Como preciso
Beijar tão sensual pescoço
Fazer gemer-te um riso
E sussurrar-te ao ouvido

Como quero
Despir-te com os lábios
Ficares nua assim espero,
Para te elevar a prazeres árduos

Quero ser o explorador
Navegar com as mãos
Incendiar a tua floresta
Dar-te mais que amor
E juntar nossos corações

Quero-te de gatas
Quero-te aberta
Quero amarrar tuas patas
Foder-te até á manhã descoberta

Quero o teu orgasmo
Quero o teu gemido
Quero vir-me num espasmo
Quero sexo sentido.

Skin on Skin disse...

És o meu poeta...o meu sentido! Sou a tua musa!
Beijo com sabor a mim...em ti!